Universal Robots quer reforçar presença em Portugal

Recentemente, a Universal Robots celebrou dez anos desde a venda do seu primeiro robô, década ao longo da qual vendeu mais de 27 000 cobots em todo o mundo. Com uma quota de mercado global de 60%, a empresa quer ampliar a sua presença em Portugal e aumentar significativamente o número de braços robóticos colaborativos já instalados no país.

Nesse sentido, a empresa dinamarquesa pioneira global no fabrico de robôs colaborativos (cobots), anunciou a nomeação de Miguel de Oliveira para o cargo de diretor de desenvolvimento de negócio em Portugal. O novo responsável tem como principal missão o fortalecimento e consolidação da estratégia comercial da empresa no mercado nacional, através do estabelecimento de novas e estreitas parcerias com clientes e do reforço do suporte ao seu distribuidor EPL – Mecatrónica & Robótica.

Adicionalmente, a Universal Robots pretende entrar em novos setores industriais em Portugal aos quais a flexibilidade e facilidade de utilização dos seus robôs colaborativos oferece uma grande oportunidade para a automatização de processos, em muitos casos, até agora impensável.

De acordo com dados da Associação de Indústrias Robóticas (RIA), os cobots constituem atualmente o segmento de maior crescimento da automatização industrial estimando-se que, em 2025, o seu número venha a ser dez vezes superior, representando 34% de todas as vendas de robôs industriais. Em junho passado, a Universal Robots lançou uma nova geração de braços robóticos colaborativos, a gama e-Series, que consiste numa plataforma capaz de elevar o standard dos cobots, permitindo um desenvolvimento de soluções e a implantação mais rápida de uma maior variedade de aplicações.

Artigos Relacionados: