Revista Líder Nº2 – março/2018

Nesta segunda edição da revista Líder tentamos descobrir “How far will technology take us?”. A tecnologia está a conduzir-nos para um novo mundo, onde o Homem vai precisar de estabelecer as fronteiras, delimitar o campo de atuação da máquina com perfeita clareza, sem deslumbres. Vai liderar Inteligência Artificial, Inteligência Aumentada, mentes digitais e robôs. Vai falar a linguagem dos algoritmos e vai travar a grande luta da liderança: liderar a tecnologia.
De facto, o fascínio que a tecnologia sempre despoletou mantém-se e o futuro da Inteligência Artificial já passou a esfera da ficção científica. Se, por um lado, é inquestionável como a tecnologia veio revolucionar positivamente as nossas vidas, como na área da saúde; por outro, são muitos os desafios que se avizinham. É sobre estes desafios que conversámos com Arlindo Oliveira, autor de Mentes Digitais, uma obra que nos desafia profundamente a pensar nos mistérios do nosso cérebro. Na verdade, todos os líderes devem estar despertos para esta nova realidade e, por isso, fomos ao seu encontro para uma conversa única, esclarecedora e profundamente inspiradora.
Entrevistámos também a jovem cientista da NASA, Carmel Johnston, que viveu um ano num ambiente de simulação do planeta Marte, com outras cinco pessoas. Os colegas descrevem-na como uma pessoa calma, que facilmente se consegue dar bem com toda a gente, e destacam a sua facilidade em liderar, o seu foco nas soluções, ao invés dos problemas, e o facto de ser uma pessoa que rapidamente passa à ação.
Na secção “Leading Health”, damos-lhe a conhecer a plataforma portuguesa “Patient Innovation” que já colecionou mais de 1500 inovações e curou e partilhou cerca de 850 inovações, oriundas de uma comunidade global superior a 60 000 doentes ou cuidadores.
Paulo Ribeiro foi bailarino e coreógrafo, colaborou com a Companhia de Dança de Lisboa, dirigiu o Ballet Gulbenkian e é o atual diretor da Companhia Nacional de Bailado. Com o intuito de conhecermos o trabalho de um líder no mundo da dança, estivemos à conversa com Paulo Ribeiro sobre os desafios de conjugar vontades e aspirações de bailarinos, coreógrafos e outros stakeholders, e sobre o balanço que faz deste primeiro ano à frente de um projeto tão desafiante.
Por sua vez, nas “Academic Visions” vários professores académicos abordam diferentes temas que preocupam os líderes atuais , tais como a liderança paradoxal, a perspetiva da virtude ética na prática da estratégia, a “teoria das elites” na liderança, e o desafio da mudança e os sete pecados organizacionais.
Entre várias sugestões de leitura, destacamos o livro Tecnologia versus Humanidade – O confronto futuro entre a Máquina e o Homem, considerado um dos nossos últimos mapas antes da Humanidade entrar no parque jurássico do Big Tech, a era da Máquina.
Nesta edição, ainda houve tempo para descobrirmos a Seaventy, uma empresa especialista em proporcionar momentos únicos e inesquecíveis, que tem apenas um objetivo: aproximar as pessoas do Mar!
São estes os conteúdos, entre muitos outros, que não vai querer perder na segunda edição da revista que trata os temas da liderança mais pertinentes da atualidade!

 

Artigos Relacionados: