Programa da Adecco “CEO for One Month” com mais de 1500 inscrições nacionais

A Adecco Portugal anunciou que já foram selecionados os jovens que integraram o primeiro grupo nacional para o programa internacional CEO for One Month. A fase de inscrição registou, este ano, uma adesão de 1500 jovens de norte a sul e ilhas, dos quais foram já selecionados dez concorrentes, cinco rapazes e cinco raparigas.

Estes dez concorrentes participaram, na passada semana, no bootcamp que ocorreu na Adecco em Lisboa. Um dia intenso de atividades indoor e outdoor, talks com os CEO for One Month de 2017 e 2018, respetivamente, Bernardo Marçal e Sara Santos, e apresentações das áreas de negócio da Adecco, que possibilitou aos concorrentes contactarem com a realidade empresarial e profissional de uma das maiores empresas de Recursos Humanos.

No final da semana foram selecionados os três finalistas e no próximo dia 28 de maio será anunciado o vencedor de Portugal que terá o desafio ímpar de experimentar acompanhar o dia-a-dia de Carla Rebelo, diretora-geral do Grupo em Portugal, e de participar na competição a nível internacional.

No nosso país, 47% dos participantes foram mulheres, vs. os 38% de 2018, o que revela um maior equilíbrio entre ambos os sexos no momento da participação e a maior apetência das jovens estudantes pelos cargos de gestão. Esta elevada participação feminina revela a tendência de transformação positiva face à forma como as mulheres encaram o seu papel no mercado de trabalho. Quanto às áreas de formação, os candidatos são sobretudo provenientes dos cursos de Engenharia, Sales e Marketing. Este ano, 56% dos participantes estavam entre os 18 e os 22 anos.

Os números “mantém-se muito positivos de ano para ano, superando sempre as nossas expectativas”, salienta Carla Rebelo. “Num momento em que cada vez mais as experiências são a essência do amadurecimento das gerações mais jovens, e há uma procura intensa de oportunidades que complementem o seu percurso educacional e formativo, sentimos com este programa internacional e anual, que os jovens querem mostrar os seus talentos, as suas capacidades, testá-las e até superá-las”, conclui.

Artigos Relacionados: