Polímatas serão os profissionais mais procurados na nova era digital

A Deusto Business School e a empresa de inovação 3M apresentam um estudo para entender o fenómeno que levou o génio humano aos seus níveis mais elevados durante o Renascimento e porque vai voltar a brilhar na era digital: a polimatia. Esta é a capacidade de alcançar a excelência em duas ou mais áreas de conhecimento pertencendo a expressões diferentes do génio humano, com uma combinação de estruturas que podem proceder de campos tão diversos como as artes, as ciências, os negócios, o desporto, a tecnologia ou as humanidades.
Num cenário acelerado, em que a cada dez anos se duplica a produção cientifica, a polimatia parece fazer um novo sentido. A mudança tecnológica e a concorrência global geram mais incentivos do que nunca para inovar, e a economia digital é um terreno fértil para que o polímata desenvolva todo o seu talento, pois uma mente habituada a questionar constantemente a realidade, com facilidade para a aprendizagem e capacidade para encontrar soluções imaginativas, é especialmente útil em novos cenários.

Artigos Relacionados: