Paulo Ribeiro de Melo eleito para o conselho diretivo da FDI

Paulo Ribeiro de Melo foi eleito para o conselho diretivo da Federação Dentária Internacional (FDI), entidade que representa mais de um milhão de médicos dentistas de todo o mundo. Esta eleição decorreu durante o congresso mundial anual da FDI, que se realizou em Buenos Aires, na Argentina, de 05 a 08 de setembro.

Depois de ter desempenhado o cargo de vice-presidente do Comité de Saúde Pública da FDI, Paulo Ribeiro de Melo foi agora eleito para o conselho diretivo desta entidade, para um mandato de três anos, passando a ser um dos dez conselheiros deste órgão, que tem a missão de definir e coordenar a estratégia da FDI. Os novos conselheiros vão juntar-se à equipa composta pela presidente da FDI (Kathryn Kell), presidente-eleito (Gerhard Seeberger) e tesoureiro (Jack Cottrell).

Doutorado em medicina dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto, onde é professor associado desde 2008, Paulo Ribeiro de Melo integra os corpos sociais da Ordem dos Médicos Dentistas desde 2001, tendo desempenhado o extinto cargo de secretário-geral da OMD de 2009 a 2015.

Atualmente, preside a mesa do conselho-geral da OMD, órgão social criado na sequência da entrada em vigor dos novos estatutos da OMD, que tem 50 membros eleitos de todas regiões do país.

Em 2016, foi também eleito para a direção do conselho europeu de médicos dentistas (CED) – associação europeia sem fins lucrativos, com sede em Bruxelas, que representa mais de 340 000 médicos dentistas na Europa.

Paulo Ribeiro de Melo salienta que “é uma honra integrar o conselho diretivo da FDI, permitindo dar continuidade e consolidar o trabalho desenvolvido na Saúde Pública Oral e na defesa da profissão, e contribuir para elevar ainda mais a reputação da medicina dentária portuguesa a nível mundial”.

A FDI é a organização líder mundial, independente e autorizada, da medicina dentária. Fundada em 1900, em Paris, com sede em Genebra, conta atualmente com cerca de 200 instituições associadas de cerca de 130 países, representando mais de um milhão de médicos dentistas de todo o mundo. Tem relações oficiais com a Organização Mundial de Saúde e a Organização das Nações Unidas.

Artigos Relacionados: