O setor de Legal apresenta um maior dinamismo

O setor de Legal esteve um pouco estagnado, mas agora, fruto do aumento de investimento estrangeiro em Portugal, de mudanças na legislação, e na aposta de organizações em internalizar departamentos, tem vindo a apostar em contratações.

O dinamismo no setor imobiliário veio também potenciar o recrutamento de advogados com esse conhecimento. Ainda, um dos fatores que mais marcou 2019 neste setor foi a entrada e o desenvolvimento de multinacionais em Portugal e a necessidade de implementar departamentos jurídicos em multinacionais e organizações de grande dimensão, com especial foco no direito laboral, societário, comercial e em Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD). Ainda, o aumento de investimento em Portugal, sobretudo nas cidades de Lisboa e Porto, levou a uma maior procura de aconselhamento fiscal por parte dos clientes.

Ao analisar os dados do inquérito dos profissionais deste setor verificou-se que 75% não negociaram o pacote salarial, 35% foram aumentados, 43% recusaram ofertas de emprego e 8% foram promovidos, em 2019.

Perspetivas para 2020

A entrada de inúmeras empresas em Portugal durante os últimos anos potenciou a criação e readaptação de diversas funções, verificando-se um aumento de profissionais nos Departamentos Jurídicos, o que deverá manter-se durante o ano de 2020.

O aumento da rotatividade dos profissionais, tanto entre sociedades como entre organizações, deverá gerar uma maior preocupação na retenção de talento neste setor. Assim, de forma a conseguirem reter alguns profissionais que se possam sentir tentados a seguir uma via mais corporativa, as sociedades terão de apostar em um maior equilíbrio da vida profissional e pessoal.

Perfis mais solicitados e os mais difíceis de identificar

Em 2019, houve uma necessidade de investimento e retenção no recrutamento para o setor de Legal para perfis de Compliance Officer, Advogado – Tax, Advogado – Societário, Advogado – TMT, Data Protection Officer e In-House Lawyer.

Para os perfis mais difíceis de identificar foi considerado o perfil de Advogado Associado TMT e Advogado de Urbanismo.

O que mais valorizam e que benefícios desejam?

Após uma análise aos inquiridos, sendo que 43% eram do sexo masculino e os restantes 57% do sexo feminino, estes apontam como as principais mais-valias a oferta salarial (84%), o bom ambiente de trabalho (82%), plano de carreira (69%), cultura empresarial (58%) e benéficos não financeiros (53%).

Quanto aos benefícios mais desejados para aceitarem uma oferta de trabalho, os inquiridos apontam como os cinco principais fatores: seguro de saúde (79%), formação/certificações (71%), flexibilidade de horários (63%), possibilidade de trabalhar a partir de casa (55%) e ausência remunerada no dia de aniversário (45%).

Por: André Vilaverde, Manager da Hays Portugal

Artigos Relacionados: