O líder coach e as equipas de alto desempenho

Na era da aceleração, pautada pelos avanços tecnológicos, a globalização e a complexidade das relações interpessoais, as organizações enfrentam inúmeros desafios, não só ao nível da concorrência, mas sobretudo ao nível dos clientes – cada vez mais exigentes. Por este motivo, o contexto tradicional das empresas deu lugar a um ambiente de alta performance onde o desenvolvimento das equipas é o diferencial mais competitivo.

É neste contexto que se torna fundamental preparar novas formas de gestão e liderança capazes de ajudar os líderes a conduzirem as suas pessoas num continuum de aprendizagem e crescimento, de forma a explorar e maximizar as suas competências, elevar a sua performance de equipa e alavancar assim os resultados da organização. Na Escola de Coaching da CEGOC, acreditamos que a chave para tudo isto reside em novos e renovados modelos de intervenção focados na figura do líder coach, que incluam a formação e a prática de coaching e mentoring em contexto profissional e cumpram os mais elevados padrões mundiais da International Coach Federation (ICF).

Quem é o líder coach?

Chamamos de líder coach aos líderes que integram competências e ferramentas de coaching no seu estilo de liderança e que se encontram genuinamente empenhados no desenvolvimento das suas equipas, fazem perguntas poderosas, praticam uma boa escuta, acreditam numa cultura de feedback, capitalizam a singularidade e os pontos fortes de cada um dos membros da equipa, de modo a garantir que eles tenham sucesso no trabalho, bem como em outras áreas importantes da sua vida. O líder coach é ainda aquele que celebra as conquistas e dá particular destaque aos momentos relevantes e importantes para a equipa.

Como distinguir entre mentoring e coaching?

Podemos definir mentoring como uma metodologia de desenvolvimento onde um profissional mais velho, mais experiente e com mais sabedoria e conhecimento, orienta e partilha com profissionais mais jovens, experiência e conhecimentos, ajudando-os a superar obstáculos e dificuldades, e levando-os a evoluir e a alcançar novos estágios de realização profissional. O mentoring conta com a boa vontade do mentor e com a determinação do mentorado para se desenvolver. Trata-se normalmente de uma relação prolongada no tempo.

Por outro lado, o coaching assenta numa relação de parceria profissional, na qual o coach tem a missão de apoiar os seus clientes na concretização de objetivos que lhes permitam obter melhores resultados profissionais e maior realização pessoal, dando assim um contributo mais expressivo para o incremento da eficácia global das suas organizações. Concentra-se explicitamente na ação e, sobretudo, implicitamente, na aprendizagem. Trata-se de um processo com uma duração limitada no tempo e que é acordada logo no início do processo.

Talvez possamos dizer que o mentor dá boas respostas às perguntas do mentorado e que o coach faz boas perguntas às respostas do cliente.

Desenvolvimento de equipas de alto desempenho

Existe um foco claro e uma energia intensa dirigida para a meta dentro de uma equipa de alto desempenho – os elementos possuem uma noção de direção (destino) clara, estão alinhados com a visão e a estratégia da empresa e altamente comprometidos na obtenção de resultados. Caracterizam-se pela sua elevada qualificação e pela capacidade dos seus elementos trocarem de papéis entre si. Estas equipas têm, ainda, métodos robustos para a resolução de conflitos. Fazem-no de forma eficiente, de modo a que o conflito não se torne num obstáculo para atingir os resultados a que a equipa se propõe, sempre com um forte sentido de responsabilidade.

As equipas de alto desempenho são, no fundo, o reflexo de uma dinâmica de relacionamento perfeita entre os seus elementos e a liderança destas equipas pode não ser atribuída a um líder em particular, podendo ser assumida por vários membros da equipa, de acordo com as necessidades que vão surgindo em cada momento. Alicerçadas nestas equipas, as organizações maximizam o potencial das suas pessoas, dinamizam negócios com valor acrescido, promovem o entusiasmo, conquistam o reconhecimento no seu mercado de atuação e conquistam, assim, a preferência dos seus clientes.

Por: Angela Gaehthens, coordenadora da Escola de Coaching Executivo da CEGOC

Artigos Relacionados: