L’Oréal reforça o seu desenvolvimento sustentável

A L’Oréal alcançou progressos significativos no relatório de 2018 do seu programa de sustentabilidade Sharing Beauty with All, em particular nos compromissos para combater as alterações climáticas.

No decorrer do ano passado, a empresa conseguiu reduzir as emissões de carbono das suas fábricas e centros de distribuição em 77%, em termos absolutos, em comparação com o ano de 2005, apesar do aumento do volume de produção de 38% durante o mesmo período. Para além deste resultado, até ao final de 2018, 38 dos locais de produção da L’Oréal alcançaram a neutralidade de carbono.

Mais uma vez, estes resultados foram reconhecidos pelo CDP – Carbon Disclosure Projet, e pelo terceiro ano consecutivo a L’Oréal foi uma das duas empresas no mundo, entre as mais de 3000 empresas avaliadas, a receber três “A” (a pontuação mais elevada) nos ratings do CDP, em três grandes áreas: combater as alterações climáticas, gerir a escassez de água e reduzir a desflorestação.

“As mudanças climáticas são uma grande preocupação para o mundo e as suas consequências exigem uma resposta urgente. O Grupo L’Oréal quer desempenhar um papel de liderança na condução dos esforços para responder a este desafio”, afirma Alexandra Palt, diretora de Responsabilidade Corporativa da empresa, acrescentado que “as empresas precisam de se envolver e devemos ser avaliados pelo mérito das nossas ações e resultados”.

Para assinalar os resultados alcançados com o programa de sustentabilidade, a L’Oréal Portugal lançou, no dia 22 de abril (Dia da Terra), o projeto local Instintos – Follow Your Nature, uma iniciativa que reúne um conjunto de cinco episódios que partilham as boas práticas de sustentabilidade ambiental de alguns colaboradores da empresa em Portugal. Os episódios terminam com mensagens que destacam os resultados de sustentabilidade do Grupo em várias áreas, como a redução do consumo de águas, das emissões de CO2 e reciclagem.

O primeiro episódio já pode ser visualizado na página de Facebook da L’Oréal Portugal.

Artigos Relacionados: