A liderança também pode ser uma marca

Por: Sónia Santos, Consultora da Qmetrics (Empresa que assegura toda a parte de consultoria técnica do estudo Best Team Leaders – www.bestteamleaders.com)

 

O estudo Best Team Leaders permite reconhecer os líderes que se destacam por uma prestação de excelência na liderança de equipas em Portugal, estando agora também preparado para o fazer noutros países. Este estudo é realizado anualmente e teve o seu início em 2012. Tem vindo ao longo do tempo a afirmar a sua independência, credibilidade, confiança e marca de qualidade, premiando em cinco edições 113 gestores. Para além do devido reconhecimento público e da utilização da certificação de competências, esta iniciativa permite ao líder conhecer a opinião da sua equipa sobre os aspetos relacionados com a gestão de pessoas e equipas, possibilitando assim um constante conhecimento e crescimento profissional.

Periodicamente o modelo utilizado neste estudo é revisto e de forma a consolidar as opções tomadas, este ano foi também consultado um conjunto de especialistas em liderança (CEOs, Diretores de Recursos Humanos, Responsáveis de equipas, Professores Universitários, etc.) para reavaliação de todos os indicadores em análise.

Apresentamos aqui as principais conclusões sobre a opinião dos especialistas consultados.

 

Desenvolvimento e desempenho das pessoas dentro da equipa – Colaboradores

Dentro das competências para uma boa liderança, no que se refere ao acompanhamento e desenvolvimento dos colaboradores, a experiência adquirida indica que para uma liderança de excelência o líder deve ter competências de delegação e motivação de pessoas.

Considerou-se ainda que, para além das competências anteriormente mencionadas, o acompanhamento e desenvolvimento dos colaboradores pode ainda ser avaliado através das capacidades do líder relativamente à avaliação de pessoas, comunicação, desenvolvimento pessoal e profissional, técnicas de coaching e work life balance (isto é, na gestão da equipa o gestor tem em consideração os aspetos da vida pessoal e familiar dos colaboradores, respeitando cargas de trabalho, horários, épocas festivas, apoio à família e a saúde física e psicológica destes, sendo ele próprio um exemplo prático do que preconiza teoricamente). Aos especialistas consultados foi solicitada a ordenação das cinco competências referidas, de acordo com uma ordem de preferência, classificando em primeiro lugar a competência mais importante. Foi assim possível encontrar a importância que cada uma das competências apresenta, na opinião dos especialistas, para a avaliação do acompanhamento e desenvolvimento dos colaboradores. De acordo com a opinião dos especialistas consultados, a comunicação é a competência mais importante, seguindo-se o desenvolvimento pessoal e profissional, o work life balance, as técnicas de coaching e a avaliação de pessoas.

 

 

Desenvolvimento de desempenho da equipa – Equipa

No que respeita ao desenvolvimento e desempenho da equipa, considera-se que uma gestão de liderança deve primar pelas capacidades de resolução de conflitos, planeamento e organização da equipa, e facilitação de comunicação dentro da equipa. Para além destas capacidades, os especialistas consultados consideram que, para identificar um bom líder, podem ainda ser avaliadas, por esta ordem de importância, a capacidade de otimização de recursos e competências, a capacidade de promover o bem-estar da equipa (felicidade) e a promoção de iniciativas de trabalho em equipa.

 

 

Desenvolvimento e desempenho da Empresa de que fazem parte – Empresa

Para uma liderança de excelência, o líder deve também ser capaz de contextualizar a empresa junto dos seus colaboradores, nomeadamente através de estímulo de inovação, da orientação estratégica e do foco no cliente. Para além destas competências, os especialistas consultados consideram que a comunicação da visão da organização é a competência mais importante para a avaliação da dimensão empresa, seguindo-se o forte conhecimento do negócio e/ou atividade e por fim a gestão da mudança.

 

 

 

 

Desenvolvimento social – Sociedade

Ao longo dos anos tem-se assistido a uma crescente valorização da responsabilidade social e ambiental, as empresas têm, de forma volun

tária, adotado posturas e comportamentos que promovem não só o bem-estar dos seus clientes como o dos seus colaboradores. De acordo com os especialistas consultados, para a avaliação da dimensão sociedade, a competência mais importante a avaliar é o comportamento ético irrepreensível, seguindo-se as práticas inclusivas e não discriminatórias, as preocupações sociais e as preocupações ambientais.

 

 

 

Características

As dimensões anteriormente referidas reúnem as competências do líder, ou seja, o que o gestor pratica enquanto líder da sua equipa. No entanto, a forma como o líder pratica essas ações é igualmente um fator importante, por isso a avaliação das suas características pessoais faz também parte integrante do modelo utilizado.

Dentro das características de um líder, para além da acessibilidade, credibilidade, integridade, inspiração, empatia, coragem e criatividade, os especialistas consultados consideram como caraterística mais importante a autenticidade, seguindo-se a inteligência emocional, a objetividade, o ser desafiante, a envolvência, a flexibilidade, a resiliência, o ser participativo, o otimismo, a persuasão e a intuição.

 

 

Artigos Relacionados: