Fidelidade Comunidade premeia instituições sociais

O Prémio Fidelidade Comunidade distinguiu hoje 17 instituições sociais de todo o país com um prémio no valor total de 500 mil euros. Inserido na estratégia de sustentabilidade e negócio da Companhia, este prémio designa a forma como a empresa estrutura a sua resposta às problemáticas da sociedade.

“A iniciativa tem como missão promover o fortalecimento do setor social, através do investimento nas instituições que atuem nas áreas de intervenção do envelhecimento, inclusão social de pessoas com deficiência ou incapacidade e prevenção em saúde. Estas áreas correspondem à essência dos impactos da atividade da seguradora, que visa proteger as pessoas, o património e a atividade económica, no presente e numa perspetiva futura”, explica a Fidelidade em comunicado.

Nesta que foi a 2.ª edição, foram recebidas 511 candidaturas, provenientes de todo o país, com 62% das instituições a candidataram-se na categoria “Apoio a Projetos”, e 38% na categoria “Apoio à Sustentabilidade”. Relativamente aos eixos de intervenção, 39% dizem respeito à área da inclusão social, 38% à área do envelhecimento e 23% à prevenção em saúde.

Para Jorge Magalhães Correia, presidente do conselho de administração da Fidelidade, este prémio “materializa o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável da sociedade através do fortalecimento do setor social privado. Estamos agradavelmente surpreendidos pelo trabalho e resiliência das organizações sociais e pela sua capacidade de inovação. Vamos acompanhar de perto o desenvolvimento organizacional destas entidades, tirando partido das competências do Grupo Fidelidade e seus parceiros. Os prémios sucedem-se ano após ano assim como o nosso compromisso com as entidades que se cruzam connosco”.

O Prémio Fidelidade Comunidade integra um júri independente, com personalidades que refletem diferentes visões e experiências e têm grande conhecimento da realidade social portuguesa e sensibilidade para os assuntos relacionados com a sustentabilidade e responsabilidade social das empresas, tais como, Maria de Belém Roseira (ex-ministra da Saúde e da Igualdade), Madalena Santos Ferreira (jurista), Isabel Capeloa Gil (reitora da Universidade Católica Portuguesa), Filipe Almeida (presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social) e Jorge Magalhães Correia (presidente do conselho de administração da Fidelidade).

Conheça AQUI as entidades vencedoras.

Artigos Relacionados: