Epson lança concurso de robótica

A Indústria 4.0 já é uma realidade e a Epson, líder global no mercado de robôs SCARA e fornecedor de soluções de automação desde 1980, está preparada para liderar esta mudança.

À medida que a automação continua a expandir-se, têm sido desenvolvidas novas e inovadoras aplicações para a robótica. Para além de poderem produzir uma revolução na indústria e em vários setores de atividade, os robôs trazem consigo um grande potencial para melhorar radicalmente a qualidade da vida de profissionais em diversas áreas.

Com o objetivo de aproximar a inovação tecnológica dos talentos do futuro, a Epson acaba de lançar um concurso de robótica para universidades, escolas profissionais e centros de investigação de toda a região EMEAR. O concurso, que tem como três primeiros prémios um robô Epson, pretende apoiar o desenvolvimento tecnológico e o espírito competitivo nas indústrias da robótica e automação.

Os melhores projetos, que demonstrem uma melhor aplicabilidade para os robôs Epson, serão selecionados para apresentar a sua proposta a um júri, que irá decidir quais os três vencedores. As candidaturas serão avaliadas com base em diversos critérios, como inovação, valor educativo, desenvolvimento de competências, diversas utilizações e aplicações dos robôs Epson e sustentabilidade.

“O talento e a criatividade são dois fatores fundamentais para a inovação. A Epson reconhece a necessidade de promover e apoiar o talento, assim como o desenvolvimento de competências. Os Millennials, que constituem 50% da população mundial, vão enfrentar um mercado de trabalho totalmente diferente daquele a que estamos habituados. Sabemos que os jovens têm potencial e, por isso, o nosso concurso de robótica foi concebido com o objetivo de colocar a tecnologia do futuro nas suas mãos”, afirma Volker Spanier, responsável pelas soluções de robótica da Epson Europe.

É esperado que o número de robôs industriais em funcionamento atinja aproximadamente os 2,6 milhões de unidades em 2019 e que a adoção de robôs aumente cerca de 20% ao ano durante os próximos dois anos, sobretudo nos países da Europa Central e de Leste, que ficarão logo atrás da China, país que apresenta a maior taxa de crescimento a nível global.

Este visível crescimento torna a robótica central para o futuro de setores como o fabril ou da saúde. Adicionalmente, os robôs demonstram ser uma excelente ajuda em tarefas relacionadas com formação e na redução do desperdício e do consumo energético.

As universidades e instituições interessadas devem candidatar-se online, no site do concurso, e submeter a sua ideia até dia 15 de dezembro de 2018.

Artigos Relacionados: