Desfibrilhador garante cardioproteção com ligação direta à Cruz Vermelha Portuguesa

O DOC (Desfibrilhador Operacional Conectado) é um equipamento de cardioproteção com monitorização 24 horas por dia, com ligação direta a um operacional treinado para Cruz Vermelha Portuguesa e já está disponível em Portugal pela Alma Industries.

Em Portugal, morrem cerca de 10 000 pessoas anualmente por paragem cardiorrespiratória, aponta a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, e apenas 3% das vítimas sobrevive, o que reflete lacunas do sistema de socorro pré-hospitalar português.

Muitas vidas podiam ser salvas com o uso de um desfibrilhador, daí a publicação do Decreto-Lei nº 184/2012, de 08 de agosto, onde passará a ser obrigatória em zonas que, pela elevada concentração de pessoas ou pelo risco elevado da população envolvida, a ocorrência de casos de Paragem Cardiorrespiratória (PCR) é mais provável.

O DOC é o único desfibrilhador inteligente no mercado, sendo o único que incorpora monitorização remota 24 horas por dia, serviço exclusivo de teleassistência com a Cruz Vermelha Portuguesa, chamada automática para os serviços de emergência e geolocalização, via GPS, do local exato da vítima.

A tecnologia DOC é segura e eficaz já que integra um cartão SIM que conecta automaticamente a um operacional treinado da Cruz Vermelha que ajuda durante todo o processo.

Miguel Martins, responsável do projeto DOC na Almas Industries, indica que “o equipamento está a ser comercializado desde setembro de 2018 e já está implementado em 60 clientes, desde o setor público, ao privado, IPSS, clubes desportivos, corporações de bombeiros e até unidades móveis de juntas de freguesia”.

Para a Cruz Vermelha Portuguesa, conforme expresso publicamente no seu site, “salvar a vida de uma vítima de PCR em ambiente extra-hospitalar pode depender exclusivamente da existência de um aparelho de desfibrilhação nas imediações e da presença de alguém que o saiba utilizar”.

Saiba mais AQUI.

Artigos Relacionados: