Católica no Porto lança formação pioneira em Direitos Humanos

A Católica no Porto acaba de abrir a fase de candidaturas para uma pós-graduação em Direitos Humanos, a primeira formação interdisciplinar promovida em Portugal no âmbito da teoria e da prática dos Direitos Humanos. O curso – iniciativa conjunta da Faculdade de Direito, da Faculdade de Educação e Psicologia e da Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica Portuguesa – arranca a 12 de outubro e reúne contributos dessas áreas científicas, nomeadamente no que respeita à proteção e promoção dos Direitos Humanos a nível nacional e internacional.

Esta interdisciplinaridade permite apreender a matriz dos Direitos Humanos e os seus quatro principais vetores – dignidade, diversidade, vulnerabilidade e solidariedade –, adquirindo, simultaneamente, conhecimentos sobre o “ser” e o “dever ser” neste domínio, tanto num contexto nacional, como nas perspetivas europeia e internacional. Aproveitando as sinergias entre Direito, Educação, Psicologia e Economia Social, a formação proporciona uma visão integrada e interdisciplinar dos Direitos Humanos, tendo em consideração não apenas a sua dimensão teórica (dignidade da pessoa humana e teoria dos Direitos Humanos), mas, também e principalmente, a sua dimensão prática. Neste ponto, destaque-se a aprendizagem dos mecanismos de efetivação dos Direitos Humanos e da partilha de experiências concretas com profissionais da área.

No campo da Educação, a formação procura revelar como educar para os Direitos Humanos e como promover uma ética e cultura de respeito pela diversidade. No âmbito da Psicologia, a formação habilitará estudantes para intervir em situações de crise, emergência, vulnerabilidade e exclusão e, ainda, para solucionar conflitos de forma não violenta. Já no campo da Economia Social, pretende dar-se a conhecer o papel que este tipo de organizações assume na promoção dos Direitos Humanos.

A pós-graduação encontra-se estruturada em quatro módulos – Direitos Humanos e Dignidade; Direitos Humanos e Vulnerabilidade; Direitos Humanos e Solidariedade; Direitos Humanos e Diversidade. Destaque-se, ainda, a existência de dois outros módulos dedicados à conceção e gestão de projetos de Direitos Humanos, que procuram a transposição para a prática dos conhecimentos adquiridos, através de um trabalho de projeto. As temáticas “Globalização, desigualdades e exclusão social”, “Migrações e Refugiados – contributos da psicologia e do direito”, “Solidariedade e direitos sociais”, “Diversidade cultural e religiosa” e “Direitos Humanos e Novas Tecnologias” são apenas alguns dos conteúdos da formação, que decorre até 13 de abril de 2019.

Saiba mais AQUI.

Artigos Relacionados: