Artigos

Mais rápido. Sem controlo.

A velocidade esborrata as coisas. Desfoca visão e julgamento. Encolhe o tempo. A margem de erro aumenta. Enquanto entramos num mundo desfocado pela velocidade, as decisões devem ser mais rápidas, com menos informação. As pessoas esperam que resolvas problemas desconhecidos. O stress da liderança surge…

A velocidade é uma das marcas do tempo que vivemos

O mundo acelerou: processos que eram lentos tornaram-se rápidos. As vantagens são inegáveis: para quê esperar por algo quando se pode obtê-lo imediatamente? Mas as desvantagens também: as expectativas de que tudo se obtém em tempo real colocam pressões frequentemente injustificadas. Ainda sob influência do…

Conduzir e ser conduzido não é um paradoxo, é uma metáfora de liderança

Leaders in Cars é um projeto que pretende levar líderes para fora do seu contexto profissional e criar um novo ambiente onde emoção e razão vão estar a funcionar em simultâneo. Nesse novo ambiente, desenvolve-se uma conversa sobre liderança onde são partilhadas experiências pessoais, profissionais,…

Já chegámos ao futuro?

Estamos a viver uma das maiores revoluções da humanidade – não sei se, no contexto, esta está a ser mais profunda do que a descoberta da Agricultura ou a Revolução Industrial – e apesar de todo o conhecimento e tecnologia ao nosso dispor, falhamos muito…

Saúde mental e organizações

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a saúde como “(…) um estado de pleno bem-estar físico, mental e social e não apenas a mera ausência de doença ou enfermidade”. Esta definição holística de saúde comporta dois pressupostos inequívocos: 1) não existe saúde sem saúde…

Seremos todos uns mentirosos?

Porque será que as pessoas mentem? Seremos todos uns mentirosos e eu ainda não tinha percebido? Se pensarmos bem, na escola, os alunos mentem sobre os reais motivos por que faltaram ou não fizeram os trabalhos de casa, os pais mentem ou ocultam os motivos…

Mind the Gap!

Em 2020, 50% da força de trabalho ativa consistirá em membros da geração Y (nascidos entre 1980-2000), também conhecidos como millennials. No que respeita aos papéis tradicionais de género, a investigação tem demonstrado que na geração dos millennials, pelo menos ao olhar para o mundo…

A adversidade e a perspetiva “Kintsukuroi”

Todos os dias, no contexto organizacional, somos polvilhados de inúmeros desafios e oportunidades de novas realizações. As tarefas que cada colaborador realiza, são muitas vezes, revestidas de elevada exigência e expectativas de perfeição. Como se tudo fosse encadeado em movimentos perfeitos, quase mecânicos. Acontece que,…

Empowerment e intenções de resistir a uma futura mudança

Este artigo foi baseado na tese de mestrado realizada pela Daniela Pires e orientada por Pedro Neves na Nova SBE com o título “Empowerment and reactions to change: The moderating effect of Organization-Based Self-Esteem”. A maioria das mulheres (68,5%) aspirava a uma posição de líder,…

Uma perspetiva da virtude ética na prática da estratégia

A “estratégia-como-prática” tende a guiar-se pelos fins coletivos que se pretendem atingir. Mas tudo o que envolve estratégia e tomadas de decisão envolve também uma enorme componente moral. Estão os fins coletivos ameaçados pela falta de ética enquanto virtude na prática das tomadas de decisão?…

A “teoria das elites” na liderança

A chamada “teoria das elites” tem sido alvo de leituras equivocadas, a partir da confusão entre “teoria das elites” e “elitismo”. Importa realçar como a nascente sociologia tivesse a ambição de descrever os fenómenos sociais de um ponto de vista, como Max Weber teria dito,…