A mobilidade do futuro

A mudança faz parte de nós e do Mundo em que vivemos. Depois da revolução industrial, no início do século passado, atravessamos agora mais um período de profundas mudanças, trazidas por um contexto que controlamos cada vez menos.

Hoje não pensamos em comprar um Nokia ou em alugar um filme na Blockbuster. Tudo isto para dar lugar a novas opções. As empresas têm hoje de ser verdadeiramente eficazes na antecipação de tendências de consumo.

Também o clima tem sofrido alterações abruptas. Tempos houve em que tínhamos quatro estações, diferentes e definidas. Tempos houve em que raramente usávamos guarda-chuva em maio ou junho. Tempos houve em que na Europa podíamos sonhar com um Natal branco. Queremos deixar os nossos filhos sem saber o que isto é?

Mais de 4,2 mil milhões de pessoas vivem em cidades. É preciso dar uma resposta rumo à descarbonização, sob pena de não conseguirmos pagar a fatura em saúde e o sofrimento que teremos, fruto das nossas opções de energia e de consumo.

Se falarmos no setor dos transportes neste mundo complexo e incerto, é nos transportes públicos que também reside a solução para estes problemas. Não nos esqueçamos que um autocarro com energia limpa consegue em média reduzir o impacto no ambiente 30 a 40 vezes mais do que um carro particular com energia limpa.

E é com inovação, com tecnologia, com engenharia e com experiência provada que trabalhamos todos os dias na CaetanoBus, para garantir um futuro melhor para aqueles que vivem nas cidades. Aliar a tradição de uma empresa com mais de 70 anos e uma estratégia de mobilidade do futuro é o nosso compromisso. Porque queremos ser verdadeiros parceiros na emergência climática.

Não me podia orgulhar mais de falar hoje de uma gama de veículos que estão totalmente na vanguarda das opções de mobilidade urbana.

Recentemente, apresentámos o H2.City Gold, o novo autocarro Caetano movido a hidrogénio. Este veículo, que resulta de uma parceria com a Toyota, apresenta a pilha de combustível a hidrogénio como uma solução para cidades com metas zero emissões. Este foi um projeto ambicioso, que partilha o mesmo propósito da restante gama: contribuir para um futuro sustentável desenhado a partir de diferentes formas de armazenar energia.

Possuímos hoje uma oferta consolidada em mobilidade elétrica: o e.Cobus, o primeiro autocarro de aeroporto 100% elétrico, que circula em diversos aeroportos europeus; e o e.City Gold, um modelo que já está ao serviço de várias cidades nacionais e, mais recentemente, de Londres.

Esta oferta é uma demonstração da capacidade e do potencial da indústria portuguesa. Mas este é um caminho que a indústria não consegue percorrer sozinha. Cabe a todos repensar o futuro das cidades e apoiar as políticas públicas com medidas que incentivem a adoção de formas mais limpas de mobilidade.

Em tempos de mudança, o desafio e a oportunidade andam de braço dado. Acredito que estamos cá para agarrar o futuro da melhor forma.

Por: Jorge Pinto, CEO da CaetanoBus

Artigos Relacionados: