A liderança dos novos tempos

Se considerarmos a maneira como a tecnologia entrou radicalmente na forma como comunicamos, na forma como desempenhamos as nossas funções e na forma como o comércio tem sido transacionado na última década, facilmente chegamos à conclusão que a proliferação de dispositivos móveis transformou drasticamente a maneira como acedemos às informações, como conduzimos os negócios, e até onde e quando trabalhamos.

É evidente que quando se trata de trabalho, existe toda uma nova geração, a que chamamos millennials, que é muito diferente das gerações que vieram antes deles.

Para mantê-los satisfeitos nas suas funções, as empresas precisam de criar uma forte correlação entre desempenho e promoções. Uma das estratégias a ser considerada é criar novos patamares salariais e níveis de funções para viabilizar promoções rápidas e mais frequentes.

O feedback constante passa a ser obrigatório se queremos motivar estes novos talentos. Eles gostam de saber onde estão e como estão em relação aos seus objetivos. Para eles, a motivação no trabalho não é apenas o ordenado ao fim do mês.

A diversidade e a flexibilidade também são duas importantes estratégias de liderança para atrair e reter os millennials. Eles interessam-se pela empresa e pelo seu grupo de trabalho, e gostam de se envolver em novos projetos e iniciativas que promovam um ambiente de trabalho mais inclusivo.

Por fim, e não menos importante, há que ter em consideração que a maioria dos millennials dorme ligado ao mundo, ou seja, em estado “online”. A tecnologia está completamente integrada na sua vida diária. A tecnologia é para esta nova geração a forma mais rápida e imediata de aumentar a eficiência, e têm pouca paciência para a ineficiência que testemunham em muitas organizações cujos processos parecem arcaicos.

Ora, tudo isto é muito simples, mas também muito perigoso. Esta nova geração muda de emprego rapidamente quando não acredita na liderança, e quando a mesma não corresponde às suas expectativas e necessidades. Isto, juntamente com o crescimento exponencial de millennials no mercado de trabalho, está a impulsionar mudanças de liderança em todas as organizações.

Por: Cláudia Beirão, global HR business partner da Elevus Portugal

Artigos Relacionados: